Arquivo da categoria: Cataguases

Mostra fotográfica “Cataguases em 2 tempos”

Projeto Art Museu. No Paço Municipal (Prefeitura de Cataguases – Praça Santa Rita, 462, Centro). Abertura dia 17/11, às 9h. Realização: Museu de Belas Artes de Cataguases e Ministério da Cultura. Patrocínio: Cia. Industrial Cataguases, Lei de Incentivo à Cultura. Apoio: Instituto Francisca de Souza Peixoto e Prefeitura Municipal de Cataguases.

Anúncios

Festa do dia das crianças

1º FESTIVAL DE VIOLA e FESTA DA MANDIOCA

Vem aí o 1º FESTIVAL DE VIOLA  e FESTA DA MANDIOCA dos distritos de Sereno e Glória!

O evento acontecerá nestes dois distritos de Cataguases, em duas etapas, a primeira no dia 08/10 em Sereno e a segunda no dia 05/11, no distrito da Glória.

Haverá muita animação, com o tradicional som das violas, concurso da Rainha da Viola e Rei da Mandioca, feira de artesanato e uma Praça de Alimentação que promete servir diversas receitas que tem a mandioca como ingrediente principal.

Eu paro na faixa, e você? (no MGTV)

Matéria que foi ao ar na 1ª edição do MGTV desta segunda-feira, 03.

Grupo de palhaços reforça campanha de respeito às regras de trânsito em Cataguases

Em Cataguases, o sorriso é a forma encontrada para conscientizar a população sobre educação no trânsito. De maneira divertida, um grupo especial alerta sobre a importância da faixa de pedestres: palhaços paramentados com roupas coloridas, devidamente maquiados e sem faltar o tão famoso nariz vermelho.

Fedegoso, Potoca e Pitica são animação a mil nas ruas de Cataguases. Mas a missão deles é de uma responsabilidade mais do que séria. O apito de Fedegoso chama a atenção para uma obrigação de todos: parar na faixa de pedestre. Os carros recebem adesivo com o convite. E diante de tanta euforia, motoristas juram que respeitam a regra.

Mas tem pedestre que reclama e denuncia que o respeito é só por causa da campanha. É difícil controlar os mais de 25 mil veículos da cidade. A campanha ‘Eu paro na faixa e você?’ começou na Semana do Trânsito e se estende até o fim do ano.

Equilibrar mantém-se pioneira e traz novidades para Cataguases

Interessados em proporcionar aos seus clientes atividades que visam o bem estar geral (físico, mental e social), a Equilibrar inovou oferecendo instalações modernas e equipamentos de última geração, mantendo-se pioneira na região.

A nova estrutura será inaugurada na Avenida Humberto Mauro, nº 311, centro de Cataguases e conta com pilates, RPG, massagem e estética corporal, musculação, cardio e treinamento funcional.

Em breve, serão oferecidas aulas de spinning, modalidades alternativas de ginástica aeróbica (step, jump, gap, dança, aerolocal etc), Yoga e alongamento.

A Equilibrar está há sete anos e meio em Cataguases, tendo como responsáveis o professor de educação física pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), Leonardo Alvim Marinato, com especialização em fisiologia do exercício e a fisioterapeuta graduada na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Fernanda de Oliveira Pereira, especializada em pilates pela Polestar Educacion. O estúdio foi o primeiro a oferecer pilates em Cataguases e região, apresentando profissionais qualificados e ótimo atendimento.

Segundo Leonardo a Equilibrar é uma referência na cidade. “Almejamos a evolução dos nossos clientes em todos os aspectos do ser humano num contexto sociocultural e principalmente na questão do equilíbrio físico-mental, favorecendo assim uma sensação de bem estar.”

Cataguases vai financiar 17 projetos pela Lei Ascânio Lopes

A comissão julgadora do Programa Municipal de Incentivo à Cultura (CMIC) divulgou hoje, 18 de agosto, a relação de 17 projetos que foram aprovados e serão financiados pelo Município, através da Lei Ascânio Lopes – Lei nº 3.746/2009. Ao todo a Prefeitura de Cataguases destinou R$ 161.684,78 para financiar os projetos de 2011.  Manifestações folclóricas, música, artes plásticas e literatura estão entre os temas escolhidos nesta segunda edição do programa. De acordo com o edital, os autores têm o prazo máximo de dez meses para a realização de suas propostas.

Em 2011, 59 projetos foram inscritos e analisados pela Comissão Municipal de Incentivo à Cultura (Cmic), formada, através de decreto, por representantes da administração municipal e da sociedade civil. Dela fazem parte o Secretário Municipal de Cultura, José Vítor Lima, o Vereador Vicente de Paulo Dias, os servidores públicos Mauro Fachini Gomes e José Otônio Ribeiro Pacífico, o jornalista e escritor Rosário François Fusco e o membro da Associação dos Criadores de Arte e Entretenimento de Cataguases (Acriar), Maurício do Valle Rufino.

Este é o segundo ano em que a Prefeitura de Cataguases abre edital para financiamento de projetos culturais de artistas locais, seguindo a Lei 3.746/2009, denominada Lei Ascânio Lopes, que foi sancionada pelo Prefeito Willian Lobo de Almeida em 9 de junho de 2009. Em 2010, o Programa Municipal de Incentivo à Cultura recebeu a inscrição de 36 projetos de artistas e produtores culturais de Cataguases. Destes, 15 foram selecionados pela Cmic, nos termos das disposições previstas no Decreto Municipal nº 3.609/2009. Ao todo, a Prefeitura disponibilizou R$ 130.946,35 para estes projetos no primeiro ano da aplicação da lei.

Confira a seguir a lista completa dos projetos aprovados:

  1. 1º Festival de Viola de Sereno e Glória com Vaca-atoladaRômulo Nivaldo Rodrigues Medeiros
  2.  2º Festival de Calango Mineiro e Feijão Ferrado de CataguarinoVirgínio da Costa Rios
  3. 2º Festival de Marchinhas de CataguasesEduardo Roberto dos Santos
  4.  Arte IntineranteRicardo Paiva
  5.  Baião de duas – Anna, Maria & Gonzaga – Anna Cristina Valle Quintão
  6.  Cataguases  – A princesa da Zona da MataDaniel Bonzi Fachini Gomes
  7. Congresso de Arquitetura, Turismo e Sustentabilidade – CATS – Elizabeth Alves Kropf
  8. Cortejando – Cine-teatroFernanda Godinho de Araújo Cruz
  9. Crônicas de Manuel das NevesAquiles Branco Ribeiro
  10.  Felica – Festival Literário de CataguasesJosé Geraldo Rodrigues Filho
  11.  Lengalengando (Paráfrases em sala de aula)Edileusa Luzia Moreira Pereira de Souza
  12.  O Azul da PoesiaLuiz Lopez
  13.  Pira-poré brinca na mataMaria Sóter Vargas
  14.  Poesia e Preconceito na vida e obra de Cruz e SousaMaria Aparecida Filipe Ferreira
  15.  Pomba Poema & Outros RiosRonaldo Werneck Silva
  16.  Sexta Básica – Música e Alimento ao alcance de todos – 2ª Edição – Vera Lúcia Gonçalves de Souza
  17.  Uma Verde HistóriaJoaquim Branco Ribeiro Filho

Comemoração do Dia do Foclore em Cataguases

Morre aos 50 anos a atriz Fernanda Lobo

Faleceu na tarde desta sexta-feira, 05, a atriz Fernanda Lobo aos 51 anos de idade. As causas da morte ainda são desconhecidas, mas o sabido é que Fernanda fará falta para a arte da cidade e so Brasil.

Como todos foram pegos de surpresa, abaixo transcrevemos uma passagem do belíssimo texto da escritora Rachel de Queirós a cerca da morte do poeta João Cabral de Melo Neto.

“Morreu um poeta. Toda morte é um prejuízo, mas a morte de um poeta representa uma agressão ao patrimônio humano(…)

Morrer um homem, já é um prejuízo. Mas o poeta, com ser poeta, além de ser homem, amplia enormemente a perda.(…)Não é só a saudade não é só a pessoa que se perdeu. O poeta era em si uma riqueza, mas não riqueza comum, porém única e insubstituível.Quando morre um poeta como João Cabral cria-se um rombo, um vácuo. A gente fica sem ter o que dizer pois era ele que preenchia a nossa necessidade de expressão.”

O CataguasesViva tem somente a lamentar essa grande perda.

Diretoria do Bahamas anuncia novos investimentos em Cataguases e vai gerar mais de 130 postos de trabalho na cidade

A primeira unidade instalada em Cataguases há 12 anos será mantida

Cumprindo as metas de crescimento e expansão física, a diretoria da rede de supermercados Bahamas acaba de anunciar a abertura da segunda unidade do grupo em Cataguases. Será a 28º loja da rede e a segunda na cidade no imóvel onde funcionou a Companhia Industrial Cataguases e mais recente o Instituto Francisca de Sousa Peixoto, o Chica.

O projeto de construção está em fase final de elaboração. O Bahamas Cataguases centro vai ocupar uma área de quase 5000m2, de um total de 13000 m2 de área adquirida. A previsão de inauguração é para o final deste ano. A nova unidade do Bahamas Cataguases será a nona loja da rede, fora da sede em Juiz de Fora e terá em torno 1940m2de área de vendas e estacionamento coberto para cerca de 20 veículos.

O Bahamas Centro vai ocupar uma área de quase 5000m2, de um total de 13000 m2 de área adquirida

Na primeira fase, o empreendimento terá apenas o Bahamas, ficando para a segunda etapa, a construção de um shopping center, que terá novas lojas âncoras, lojas satélites, além de prestadores de serviços, como clínicas, academia de ginástica, unidades estudantis  e praça de alimentação. A segunda fase será projetada e apresentada posteriormente.

O Bahamas centro terá 15 check outs com padaria, açougue, hortifrúti, departamentos e bazar e vai gerar 130 novos postos de trabalho de forma direta e outras dezenas de forma indireta. As obras terão início imediato após aprovação do projeto.

O Bahamas está criando mais um compromisso com a cidade. Todos os novos postos de trabalho criados serão de Cataguases. Segundo o diretor comercial da rede, Jovino Campos, desde o primeiro momento da chegada do Bahamas na cidade há 12 anos, quando foi aberta a primeira loja, Cataguases recebe atenção especial. A mão de obra local sempre foi privilegiada, com prioridade de contratação. Assim, nossos gerentes, subgerentes e todos os outros cargos são filhos da cidade. Agora, com a segunda unidade, boa parte deles receberão promoções e ocuparão todos os cargos disponíveis. “Esta é uma prática do Bahamas de valorizar os profissionais da cidade nos mais diversos setores. é o mercado da cidade que vai nos abastecer com a mão de obra empregada pelo Bahamas”, ressalta o diretor comercial.

Jovino disse ainda que a decisão de abrir a segunda loja em Cataguases já vinha sendo avaliada há pelo menos quatro anos, quando a empresa identificou possibilidades de ampliação de negócios, que foi confirmada através da pesquisa que a rede realizou na cidade. “Nós procuramos tomar a decisão com tranquilidade na expectativa de encontrar uma área que viesse nos atender. Estamos felizes com o fechamento do negócio”, disse Jovino.

A rede vai investir cerca de 20 milhões de reais entre aquisição do imóvel, execução do projeto e implantação da unidade, sendo que os números da segunda fase ainda não foram levantados. Para Jovino Campos, estes investimentos são fruto da confiança que o Bahamas tem na potencialidade da cidade, fortalecendo ainda mais a marca Bahamas na região.

A montagem da unidade será definida pela gerência de expansão do Bahamas que buscará modernidade, aliada à funcionalidade, tecnologia e iniciativas ecologicamente corretas e com o objetivo de atender as exigências do mercado e principalmente do público consumidor. O Bahamas Cataguases centro vai oportunizar uma melhora no atendimento aos clientes de toda a região que passarão a contar com duas opções de compras. A primeira unidade instalada em Cataguases será mantida. Além disso, o Bahamas vai preservar a fachada e todas as características históricas do prédio. As ações terão o conhecimento do IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, respeitando o tombamento e a preservação do imóvel.

O Bahamas centro terá um layout com fortes tendências de crescimento nas áreas de frios e congelados, priorizando facilitar a circulação dos clientes dentro de loja e exposição dos produtos. A montagem da unidade e o projeto final da obra estão sendo elaborados dentro do novo conceito Bahamas de montagem de lojas.

O Bahamas hoje

 A rede tem sede em Juiz de Fora.  São 26 lojas- sendo 24 de varejo e duas de atacado, assim distribuídas: 18 em Juiz de Fora, Cataguases, Ubá, Viçosa, Ponte Nova, Além Paraíba, duas em Barbacena e uma em São João del Rei.

 O Bahamas ocupa a 20º posição no ranking dos maiores supermercados do brasil sendo no mesmo ranking, a terceira rede mineira.  Gera em torno de 4500 postos de trabalho diretos e mais centenas de indiretos.

No início do segundo semestre, o Bahamas vai inaugurar o novo centro de distribuição, que está sendo erguido nas margens da BR 040. Esta unidade vai possibilitar ao Bahamas crescimento e desenvolvimento projetando para os próximos cinco anos chegar a 50 unidades.

Caravana Digital promove mostra de vídeos de animação no 43º Festival de Inverno da UFMG em Cataguases

Grupo de Teatro Kabana em apresentação no Festival de Inverno da UFMG em Cataguases

A Caravana Digital, formada por um conjunto de projetos do Programa Vivo Lab, está em  Cataguases para o 43º Festival de Inverno da UFMG que vai até dia 24 de julho. Uma das atrações da Caravana Digital é a exposição audiovisual e de tecnologias digitais, que acontece no Centro Cultural Eva Nil (Estação Ferroviária). A exposição traz um pouco dos 14 projetos do Programa Vivo Lab, resultado da criação coletiva de artistas, produtores e realizadores de Minas Gerais. A exposição, que se encerraria no último domingo, foi prolongada até o próximo sábado, dia 23 de julho, e fica aberta de 12 às 19h.

Em parceria com o Fábrica Animada, a Caravana traz para o Festival uma mostra de vídeos de animação. O projeto Fábrica Animada reúne equipes da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), das Faculdades Integradas de Cataguases (FIC/UNIS) e da Universidade Estadual de Minas Gerais (UEMG) para a produção de curtas-metragens com diferentes técnicas de animação. Na sexta, dia 22 de julho, será o lançamento do Fábrica Animada, a partir das 18h30 no Centro Cultural Humberto Mauro. No domingo, dia 24 de julho, é a vez do Cine Caravana exibir os filmes do projeto Fábrica Animada na Praça Santa Rita, às 19h30.

Rede

A Caravana é uma rede de 14 projetos que peregrina por cidades de Minas Gerais, oferecendo palestras, mostras audiovisuais, oficinas, performances e outras atividades para a população das cidades. O objetivo da Caravana Digital é desenvolver uma rede transformadora, proporcionando a circulação e compartilhamento de arte, tecnologia, experimentação e idéias. Este ano, a Caravana já passou por Guaxupé e Juiz de Fora.

Em Cataguases, as atividades da Caravana integram a programação do Festival de Inverno da UFMG em um diálogo na discussão sobre novas mídias, formatos e linguagens. Um dos destaques da programação foi a participação do Grupo de Teatro Kabana. O grupo ofereceu a oficina Leituras Dramáticas, que durou três dias e destinou-se a interessados em artes cênicas. Os alunos tiveram na oficina uma preparação para uma boa leitura, trabalhando elementos como entendimento do texto, subtexto, pausas e ênfases. Na oficina, os professores Mauro Xavier e Nélida Prado ensinaram um pouco do que foi apresentado na performance Os Amandes de Sherazade, do grupo Kabana. O grupo se apresentou na Praça Santa Rita no último domingo, dia 18 de julho, em um espetáculo que “é uma mistura de teatro de rua com as novas tecnologias”, segundo Nélida Prado, diretora e atriz do grupo.

Além da parceria com a Caravana Digital, o Festival de Inverno da UFMG tem outras atrações em Cataguases.